quarta-feira, 6 de junho de 2012

Assistir TV em excesso desencadeia má alimentação

Uma pesquisa nos Estados Unidos revelou que o ato de assistir televisão está associado não apenas a lanches insalubres, mas também a uma alimentação não saudável em todas as refeições. Os pesquisadores perguntaram a mais de 12 mil estudantes da quinta série ao primeiro ano do ensino médio por quanto tempo assistiam à televisão; com que frequência beliscavam enquanto assistiam à TV; com que frequência ingeriam frutas, verduras, doces e refrigerantes; e com que frequência deixavam de tomar o café da manhã. A pesquisa revelou diversas diferenças relacionadas a sexo, idade e raça. Por exemplo, as meninas assistiam à TV um pouco menos que os meninos, crianças mais velhas consumiam refeições do tipo fast-food com maior frequência e as de etnia branca estavam mais propensas a comer frutas e verduras diariamente. Contudo, após levar em conta outros fatores, o tempo assistindo à televisão estava em geral associado a uma probabilidade menor de ingerir frutas e verduras diariamente e maior de deixar de tomar café da manhã, consumir doces e refrigerantes com açúcar e comer em fast-foods. As associações não mudaram com o ajuste para incluir o ato de lanchar ao assistir TV, o que levou os cientistas a sugerir que as propagandas transmitidas influenciam a escolha da alimentação mesmo quando as crianças não estão assistindo televisão. "Existe algo que os pais podem fazer", afirmou o Dr. Ronald J. Iannotti, um dos autores do estudo. "Restringir o tempo passado em frente à TV e garantir que petiscos saudáveis estejam à disposição, especialmente frutas." O estudo apareceu na edição de maio do periódico Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine. Link: Clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário